Odontologia Especializada em Prevenção Odontológica Em Vitória - ES

Nosso consultório de odontologia especializada em Vitória – ES também atua com a prevenção odontológica, para manter a saúde bucal dos pacientes sempre em dia.

A odontologia preventiva é fundamental para a prevenção de diversos problemas bucais que possam surgir com o passar dos anos, devido a falta da higiene correta. Além de conseguir minimizar os danos, fazendo com que o paciente se recupere mais rápido dos tratamentos necessários.

Isso porque, a grande maioria dos problemas relacionados aos dentes podem ser evitados com uma escovação adequada, bem como o uso do fio dental e o enxaguante bucal, que auxiliam no combate da placa e do tártaro.

E visitar o dentista regularmente é a melhor maneira de evitar o surgimento desses quadros. A recomendação é marcar uma consulta em nosso consultório de odontologia especializada em Vitória – ES a cada seis meses para realizar um check-up e uma limpeza.

Durante o check-up, o dentista verificará se existe alguma alteração na sua boca, como: cáries; placa bacteriana, lascas e manchas nos dentes e lesões gengivais.

Visto que, este tipo de avaliação é capaz de detectar problemas em estágios iniciais, o que evita gastos excessivos e desconfortos em longos tratamentos.

Em seguida é realizado uma limpeza, isso porque, mesmo com uma boa higiene bucal, a escovação convencional não consegue alcançar determinadas áreas da boca com a mesma eficiência com que limpa a dentição da frente.

E com o passar dos anos, o paciente pode sofrer com o aumento da placa bacteriana entre a gengiva e os dentes, elevando a probabilidade de infecções.

Portanto, a ida periódica ao dentista também é indicada para fazer uma limpeza profunda nos dentes.

São muitos os benefícios da prevenção odontológica, pois além de evitar problemas bucais, também contribui para a prevenção de outros problemas de saúde.

Isso acontece, pelo fato de a saúde bucal refletir diretamente no funcionamento de todo o organismo, a começar pelo sistema circulatório, no qual as bactérias do tártaro dental, também conhecido como placa bacteriana podem afetar o coração, ocasionado a endocardite bacteriana.

Outros problemas estão vinculados à mordedura: dificuldades ao mastigar podem causar dores nos ossos da face (quadros de sinusite) e no ouvido.

Além disso, a condição também prejudica o início da digestão, provocando azias, complicações gastrointestinais, bem como o surgimento de artrite, bruxismo e disfunção de articulações do maxilar.

Doenças bucais que podem ser diagnosticadas e tratadas

Cárie

Essa é uma das doenças mais recorrentes, sobretudo entre crianças e idosos. A cárie deriva de ácidos produzidos após a ingestão de açúcares, o que provoca a corrosão da dentina e do esmalte (estruturas à base de cálcio que compõem os dentes), gerando infecções médias ou graves.

Os sintomas da cárie podem estar relacionados a sensibilidade ao mastigar; dor de dente constante, especialmente ao comer doces e queda dos dentes mais cariados.

Para evitar esse problema, o uso de fio dental e a escovação adequada são essenciais. Agendar consultas de rotina com um dentista também ajuda a encontrar focos de cáries em estados iniciais, evitando tratamentos de canais no futuro.

Gengivite

A inflamação na gengiva é proveniente do tártaro, ou seja, quando há proliferação de resíduos de alimentos e bactérias sobre a mucosa gengival, cria-se o ambiente perfeito para a manifestação da gengivite.

Geralmente, esse tipo de doença bucal provoca problemas com inchaço; sensibilidade; vermelhidão e sangramento durante a escovação e em situações mais graves, podem surgir bolsas de pus entre a gengiva e a dentição, além de mau hálito, condição também conhecida como halitose.

Para evitar a gengivite, nada mais eficiente do que a escovação regular e o uso de fio dental. O tratamento fica por conta da destartarização (remoção de placas bacterianas por meio da limpeza) e, em casos mais avançados, a prescrição de anti-inflamatórios e/ou antibióticos como recurso.

Periodontite

A periodontite é um agravamento da gengivite. Ela é causada pela inflamação de todas as fibras e tecidos que sustentam os dentes, devido às bactérias alojadas na boca por muito tempo. Quando o quadro inflamatório aumenta e alcança os tecidos de sustentação, pode levar à queda da dentição.

Os principais sintomas estão relacionados ao sangramento gengival durante a alimentação, escovação ou com o uso do fio dental; sensibilidade excessiva; halitose e dentes enfraquecidos e com mobilidade.

A prevenção odontológica consiste em evitar a gengivite por meio da higienização bucal diária. No entanto, existem pacientes geneticamente predispostos à periodontite. Sendo assim, ao notar os primeiros sinais, consulte um dentista o mais rápido possível.

Marque sua consulta!

Mantenha sua saúde bucal sempre em dia e agende sua consulta pelos telefones: (27) 3084-7588 ou (27)99870-2633